7 práticas de líderes emocionalmente inteligentes

Com os desafios atuais na busca desenfreada por resultados, nunca foi tão necessário para as lideranças conhecerem acerca os sentimentos e sensações internas, seus e dos demais, para desenvolverem cada vez mais a sua capacidade de administrar suas relações num âmbito social e pessoal (íntimo), portanto, destaco hoje algumas práticas permanentes de líderes que obtém resultados extraordinários em todos os aspectos da sua vida.

1-Atitude positiva: Muitos falam demais e fazem pouco, os grandes líderes preocupam-se sistematicamente em fazer mais do que declaram, para que isso seja possível, é importante estabelecer um encadeamento de ideias e ações para que ele não se perca no tempo e no espaço, portanto, agir, sem planejar onde se quer chegar não é saudável. É importante que o líder tenha o seu pensamento organizado e estruturado para leva-lo ao resultado que ele espera.

2-Autoconhecimento: É impossível administrar processos e pessoas sem se conhecer o suficiente, uma vez que temos traços de personalidade que nos distinguem dos demais e, portanto, possuímos alguns que se evidenciam por conta de diversos fatores como: momento, funções a serem desempenhadas, resultados a serem alcançados, expectativas, suas e dos outros, dentre outros aspectos. Para tanto, existem inúmeros recursos para propiciar essa reflexão e a busca pelo autoconhecimento, que pode ser obtido através do coaching com uso de técnicas e ferramentas adequadas.

3-Autocontrole: Assim, buscar se conhecer, não apenas no que diz respeito aos aspectos internos de comportamento, ajudam a obter maior autocontrole para lidar com adversidades provenientes do ambiente externo. Profissionais emocionalmente estáveis obtém resultados mais significativos e duradouros, além de se prevenir quanto ao risco de passivos trabalhistas e processos por assédio moral.

4-Foco no Resultado: Esses líderes se mantém com o foco no resultado, portanto, por mais que muitos não gostem do exemplo que vou citar, alguns bons exemplos se originam dos modelos de gestão norte americano e japonês. Ambos chegam a ponto de serem obcecados pelo objetivo (positivamente falando), pois amam desafios e realizações, que, combinadas, formam o combustível desses líderes para obterem resultados e uma vida de satisfação plena para si e para aqueles que os rodeiam, sobretudo, a sua equipe.

5-Higiene Emocional: Todos os dias pessoas acumulam o que chamo de lixo emocional e intelectual, com o líder não é diferente, uma vez que estão constantemente expostos a todo tipo de estímulo, sejam eles bons ou ruins, portanto, é imprescindível que tenham uma válvula de escape ou uma estratégia de recomposição, que seja através de uma terapia, sessões de coaching, prática esportiva, caminhadas ao ar livre, atividades de lazer com a família ou sozinho, enfim, importante é sempre ter uma “carta na manga” para recarregar as baterias.

6-Cultivam bons relacionamentos: Analise bem quem está à sua volta, perceba quem são as pessoas que o cercam e com as quais você ocupa a maior parte do seu tempo, pois então, saiba que inevitavelmente você se tornará parte daquilo com que você mais convive incorporando para si linguagem pensamentos, hábitos (bons e ruins), portanto, veja os resultados dessas pessoas e responda: Esses comportamentos estão mais próximos ou mais distantes do tipo de pessoa que pretende um dia se tornar? Pois bem meu amigo, dependendo da sua resposta você sabe muito bem o que fazer, certo?

7-Neutralizam pessoas tóxicas: O líder emocionalmente inteligente compreende que não é suficiente estabelecer conexões positivas com pessoas bem sucedidas e de ideias brilhantes, ele precisa se blindar contra as más influências de pessoas inescrupulosas. É muito fácil de identifica-las, pois normalmente falam mal de pessoas, portam notícias ruins, são bajuladoras, traiçoeiras e caluniadoras. Perceba quando alguém fala mal de outra pessoa sem base ou quando tem um fato, detalhe: Um fato não é o que se ouviu falar, mas que viveu uma experiência negativa com aquele indivíduo, veja que são duas coisas bem diferentes e precisam ser identificadas para não perder de vista o que se trata de um sinal de alerta ou simplesmente de difamação alheia.

Espero ter sido útil com essas dicas pontuais para que você exerça a sua liderança com prudência e responsabilidade, sobretudo pela sua saúde pessoal e permanência no cargo com vistas a um crescimento profissional, expressivo e sólido, o que será possível à medida em que você souber mais acerca das suas potencialidades e sobretudo das suas limitações para um bom desempenho de suas funções de líder.

Gostou do tema? Quer saber mais sobre esse assunto? Queremos lhe ouvir, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para: fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Sobre o Autor

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Deixe um comentário 0 comentários

Deixe um comentário:







Scroll Up