Coaching: Um importante recurso para despertar talentos e desenvolver competências pessoais e profissionais

Liderança pode ser entendida de acordo com James C. Hunter como a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum.

E pode ser entendida também como sendo alguém que é responsável pelas decisões, no topo de alguma unidade de negócios da organização, cujo trabalho é criar as condições para que as outras pessoas sejam eficazes de acordo com Allan Cohen.

Quando falamos de coaching, nos referimos a um processo que se utiliza de técnicas, ferramentas e métodos específicos, cientificamente testados e de eficácia comprovada que têm por objetivo ajudar pessoas e organizações a alcançarem seus objetivos e serem felizes.

O processo de coaching se dá através de sessões abertas, positivas e desafiantes nas quais se define um objetivo e se traça um plano de ação para alcançá-lo com o auxílio do coach, que atua em parceria com o coachee, como uma espécie de “cérebro auxiliar” que o ajuda a pensar de uma forma que sozinho ele não pensaria e o leva a encontrar opções das quais não dispunha para alcançá-los ou mesmo para resolver problemas aparentemente insolúveis.

Logo, o coaching se caracteriza por potencializar o talento e trazer à tona a responsabilidade do coachee pelos resultados alcançados resgatando o que as pessoas têm de melhor: O seu talento! Portanto, levamos o coachee a explorar o seu potencial, desafiando-se na medida exata. Para tanto, o levamos a desenvolver um conjunto de comportamentos e atitudes baseados em crenças e valores próprios, que dão o norte para o alcance dos objetivos. Desse modo, é muito importante estabelecer a harmonia do “EU interior com o EU exterior”.

Assim, vale ressaltar que, antes de nos comunicarmos com o meio, é preciso aprendermos a nos comunicar conosco, pois tudo aquilo que pensamos, dizemos e agimos afeta diretamente a nossa performance pessoal e profissional em todos os níveis, portanto, se for uma comunicação depreciativa, irá gerar, dentro de nós, conflitos e incongruências, que minam a nossa garra e motivação, o que nos leva a apresentar como únicos resultados, “o caos” e o não alcance de metas e objetivos pessoais e profissionais.

A boa notícia é que, de forma planejada é perfeitamente possível definir metas e objetivos bem específicos que assegurem resultados positivos para si, para a equipe, para a empresa, para a família e para todos aqueles com quem mais se importa.

O diferencial neste processo é que o coach não ensina ou aconselha o coachee acerca do que deve ou não ser feito, ele apenas gerencia uma conversa que o coachee estabelece com ele mesmo, levando-o a responsabilizar-se pelas próprias escolhas.

Para que haja um processo de coaching é preciso definir um foco (objetivo) para o qual se elabora um plano e o coachee é estimulado a entrar em ação comprometendo-se com os prazos para atingir os seus resultados, que por sua vez é avaliado e se verifica a aprendizagem do coachee, por meio de um acompanhamento sistemático, levando-o a evoluir continuamente para atingir os resultados, afinal, é importante compreender que, no processo de coaching, não se alimenta a ideia de fracasso, apenas de aprendizagem. Desse modo, se o coachee entrou em ação e não deu certo, o coach reconhece o seu esforço e verifica o aprendizado, mas se por outro lado, deu certo, questiona o que pode ser melhorado a partir daquela ação para se obter resultados ainda mais eficazes e duradouros.

Como se vê, o coaching se caracteriza por potencializar o talento e trazer à tona a responsabilidade do coachee pelos resultados alcançados resgatando o que as pessoas têm de melhor: O seu talento!

Gostou do tema? Passou por alguma experiência parecida? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para: fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Posted in Uncategorized.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *