Como melhorar a concentração e o foco sem se estressar

Você também anda esquecido das coisas? Tem dificuldade para focar? Executa uma atividade pensando em várias coisas simultaneamente (na filha que está na escola, no horário do remédio para não comprometer o tratamento, na roupa que vai usar no evento)? Já bloqueou o seu cartão de crédito por que esqueceu completamente a senha? Tem constantes lapsos de memória a ponto de esquecer o que fez e o que ouviu alguns segundos antes? Pois saiba que isso não é um privilégio seu ou meu, com o excesso de informação, com os dias agitados, com as constantes cobranças, metas, prazos cada vez mais curtos, enfim, todos estamos sujeitos a isso.

Mas por que isso acontece?

A rotina, a cobrança por performance e resultados, a responsabilidade, os sonhos, os desejos, as constantes preocupações em relação ao futuro fatalmente levam as pessoas a um nível de stress e ansiedade que muitas vezes se manifestam subitamente, quando menos se espera, através de medo (não se sabe exatamente de que), palpitações, taquicardia, suor excessivo, falta de ar e uma sensação de paralisia, como se não conseguisse sair do lugar. Esse é um clássico episódio de ansiedade ocasionado por inúmeros fatores e que podem acometer, repito, qualquer um de nós a qualquer momento, mesmo aqueles mais seguros, tranquilos e “donos de si”, ninguém está 100% imune.

No entanto, todos, pelo menos até onde me conste, querem melhorar de vida, crescer profissionalmente, construir um legado, estabilizar-se profissional e financeiramente, realizar diversos sonhos e aspirações, enfim, querem uma vida feliz, mas isso tudo tem um preço! E é na hora de pagar que se evidencia o primeiro conflito: O de valores! (Tem que trabalhar, produzir, gerar resultados, mas também, tem que pensar na casa, no marido, na esposa, nos filhos, no cachorro, no papagaio, nas obras da igreja, no trabalho do mestrado e aí, como pensar em uma coisa só?

Como pai, marido e profissional, concordo plenamente que não é nada fácil, mas a boa notícia é que existe uma maneira de estabelecer o foco e a atenção apenas naquilo que estiver fazendo, bom, deu certo para mim, pode ser que funcione para você também:

1) Defina prioridades, faça apenas uma coisa de cada vez;

2) Defina, você mesmo, um prazo curto, quer dizer, curtíssimo (melhor assim), para realiza-la e trabalhe como se estivesse em uma competição, sendo o tempo o seu adversário, talvez você se pergunte, mas isso não vai me estressar mais ainda? Não! Você não sabe, mas o que lhe estressa realmente é justamente o contrário, é o tempo disponível, pois a nossa dispersão é proporcional ao tempo restante, quer ver só? Repare que quando você tem pouco tempo para entregar uma tarefa (não importa qual), você não acessa whatsapp, se desapega das redes sociais, não atende telefonemas, se alguém lhe interrompe por qualquer motivo, você diz: “Agora não posso, depois falamos”, provavelmente você não levanta nem para ir ao banheiro. Não é assim? Então, isso significa que quando é realmente necessário, nós focamos! Veja bem o que digo: Nós! (Eu, você, qualquer pessoa que seja);

3) Faça pequenas pausa de 5 minutos entre uma atividade e outra no trabalho, beba bastante água, estique-se, vá ao banheiro, dê alguns passos, isso funciona como uma recompensa, ajuda a aliviar a tensão e “libera” o cérebro para o próximo desafio;

4) Reserve um tempo para o lazer, sozinho ou com a família, ou ambos, saiba que tão importante quanto atingir resultados é espairecer, sorrir, descontrair-se, ninguém vive só para o trabalho, aliás, o lazer é fundamental para manter a “máquina” em perfeito funcionamento pois há a liberação de serotonina, dopamina e endorfina (hormônios que dão uma maior sensação de prazer e bem estar);

5) Pratique atividade física regularmente, pois além de produzir dopamina, ajuda na oxigenação do cérebro, aumenta o seu poder de concentração, minimizando os efeitos da ansiedade e do estresse e ainda é um excelente antídoto de combate à depressão;

6) Por fim, muito, muito importante, evite a todo custo os famosos cupins do tempo, são dispersores que, em excesso, atrapalham a sua concentração, aumentam a sua ansiedade e minam a sua energia.

Na boa, vai por mim!  Eu também já perdi e ainda perco muito tempo com coisas irrelevantes, que só me geraram stress e preocupação, mas ao detectar onde estão esses dispersores de tempo e energia, os mantenho sob controle e hoje em dia, consigo focar totalmente em minhas atividades e executá-las com mais entusiasmo, motivação e qualidade. Bom trabalho!

Gostou do tema? Tem alguma experiência parecida? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Sobre o Autor

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Deixe um comentário 0 comentários

Deixe um comentário:







Scroll Up