logo

publicado em:1/04/19 4:35 PM por: Nelson Vieira Empreendedorismo/Negócios

Costumo dizer que exercer a liderança é muito mais do que simplesmente ordenar tarefas, é inspirar pessoas, desenvolver potenciais, extrair o melhor de cada indivíduo, assumir riscos calculados, criar estratégias inteligentes e manter a equipe engajada no alcance das metas estabelecidas. Ufa! Quanta coisa, não é mesmo?! Mas como saber se você tem o potencial de um líder?

  • Sabe escutar – Um líder que se preze está ligado a tudo o que acontece dentro ou fora da empresa, e lógico, não é diferente em relação ao comportamento dos membros da sua equipe, portanto, é fundamental estar atento a cada gesto, expressão facial, postura, olhar, tom de voz e outras micro expressões emitidas pelo cliente, pois como diria Pierre Weil, “o corpo fala”, lógico, desde que observados em contextos específicos e jamais generalizado para não correr o risco de atribuir, perigosamente, rótulos aos liderados. Ouvir, portanto, num nível verbal e não-verbal é uma das habilidades mais essenciais de um líder.
  • Delega tarefas – Você é mais centralizador ou sabe delegar tarefas? Compreenda que delegar não é o mesmo que “delargar”, pois a responsabilidade pelo cumprimento das mesmas continua sendo do líder. Já ouvi gestores dizendo que tem que fazer tudo no lugar do funcionário por que ele não faz nada direito, então, por que tê-lo? Por que pagar um salário para alguém se você tem que executar a tarefa? Vamos lá, você há de convir que é no mínimo estranho, concorda?! Sendo assim, ao passar uma tarefa, é importantíssimo: Checar o entendimento; acompanhar o andamento, adotar medidas corretivas, caso sejam necessárias antes da sua conclusão e; por fim, avaliar os resultados e implementar melhorias para as próximas ações.
  • Desenvolve os seus liderados – Há algum tempo escrevi um texto no qual explico o por que de trocar dez funcionários competentes por apenas um comprometido, simples, os “competentes”, podem me deixar na hora de um “aperto”, mas um comprometido, vai junto comigo, de mãos dadas, e isso faz muita diferença na hora de um sufoco. Acontece que nem sempre esse profissional competente é, necessariamente, comprometido, bom mesmo seria que o fosse, e, por outro lado, nem sempre o comprometido tem a expertise devida para exercer determinadas tarefas. A diferença está justamente na garra, na vontade, na pegada, para fazê-lo. O comprometido não sabe, mas é capaz de dar a vida para aprender e isso faz uma enorme diferença. Desse modo, um líder, é antes de tudo um bom mestre, capaz de ensinar e desenvolver novas habilidades em seu liderado.
  • Não reage, é ponderado e age estrategicamente – Algumas coisas na vida nós aprendemos com alguns muitos fios de cabelo a menos, algumas rugas a mais e algumas porradas valendo da vida e uma delas é, sem dúvida, a incrível necessidade de calar quando na realidade queremos mesmo é retrucar, o nome disse é autocontrole, que se desenvolve com o tempo, quando a sabedoria começa a falar mais alto e o silêncio já se faz presente principalmente quando estamos em um estado de ebulição interno, isso é ser sábio, estratégico e requer uma boa dose de paciência e maturidade para lidar com as situações adversas controlando a vontade de reagir ao momento. Talvez, o primeiro grande desafio ao liderar, seja justamente o de desenvolver essa imprescindível habilidade de controlar as próprias emoções, do contrário, elas o controlarão e as consequências podem ser desastrosas.
  • Assume os seus erros com maturidade – No ambiente corporativo, parece que admitir uma falha é o mesmo que assinar um atestado de incompetência, como se todos fossemos imunes a erros. Em uma posição de liderança, com constantes decisões a serem tomadas, um gestor frequentemente convive no limite da margem de erro, afinal, grandes responsabilidades pressupõem um convívio com o risco de uma falha iminente. Se você não está preparado para assumi-la, certamente não entendeu o tamanho da responsabilidade abraçada por ser um líder.
  • Reconhece e celebra as vitórias com o time – Delegar, acompanhar, cobrar resultados e propor melhorias são parte das atribuições de um bom líder/gestor, mas isso não o isenta da importância de reconhecer e celebrar cada vitória, faz bem para o time, para as pessoas, melhora o clima e engaja os membros dando aquela inexorável sensação de dever cumprido.

E você? A quantas anda a sua habilidade de liderança? Aproveite para aprimorá-la, a Cia Brasileira de Coaching está com uma nova turma de líder coaching e autogestão no período de 23 e 24/04/2019 em Belém. Obtenha maiores informações através do nosso whatsapp (11) 99546 8145.

Gostou do tema? Tem alguma dúvida ou quer  que eu escreva sobre algum assunto em especial? Envie sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para nelsonvieira@cibracoaching.com.br  você poderá fazer parte do nossa próxima edição.



Post Tags

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br


Comentários



Adicionar Comentário




Scroll Up