Desenvolva esses 11 comportamentos para se dar bem nos negócios

Então você decidiu que quer empreender, ouviu consultores, especialistas, leu revistas sobre os melhores negócios e percebeu que precisa de um plano, capital de giro, linha de crédito, estudou taxas, checou a viabilidade econômica, trabalhou o marketing, o financeiro, o comercial e o operacional, mas, será que isso, por si só é o suficiente? Conheça outros desafios, talvez os principais, a serem superados pelo empreendedor para que o seu negócio possa se desenvolver:

1-    Saiba motivar a equipe, todos nós sabemos da pressão diária que o empreendedor sofre para cumprir com todos os seus compromissos, às vezes parece que ele carrega o peso do mundo nas costas, mas já parou para pensar como é ruim trabalhar com uma pessoa ranzinza e mal-humorada? Isso tira o tesão de qualquer um, portanto, descubra formas de se motivar diariamente e estimular a sua equipe para que se sintam igualmente motivados, mesmo que isso lhe custe algum sacrifício.

2-    Definir uma rota estratégica sem saber ao certo o que o espera no ponto de chegada é um risco, mas se não fosse assim, dificilmente haveriam desbravadores, como os pesquisadores e até astronautas que se aventuraram em grandes expedições sem saber ao certo o que os aguardava no ponto de chegada, no entanto aproveitaram bem a jornada para fazer grandes descobertas e com isso, acabaram por contribuir com a humanidade. Do mesmo modo, o empreendedor, tem uma visão de futuro que vai ficando mais clara à medida em que ele se lança no desafio de empreender. Siga adiante!

3-    Muitas vezes, o empreendedor terá que responder pelo prazo e qualidade do trabalho realizado por funcionários, parceiros e colaboradores com muito cuidado e jogo de cintura para não desmerecer o produto ou serviço prestado pela sua empresa e tampouco desqualificar a sua equipe para o cliente.

4-    Tenha claro que a competição é uma irremediável realidade com a qual precisará conviver diariamente, para isso, precisa conhecer bem o mercado em que atua e descobrir o quanto antes o seu diferencial em relação aos demais players (concorrentes) e se reinventar constantemente.

5-    É muito importante ter senso crítico para avaliar competências, pois só assim será possível distribuir tarefas adequadas a cada perfil, bem como definir um time de trabalho colocando as pessoas certas nos lugares certos. Lógico que seria um pouco demais contar apenas com a sua intuição, por isso, eu super indico um sistema para ajudá-lo na tarefa de identificar perfil e formar equipes, acesse aqui.

6-    Onde há pessoas, certamente há, ali, uma possibilidade de ocorrer algum conflito, como empreendedor, é importante lidar com essas questões de forma imparcial e livre de qualquer tipo de interesse, pois qualquer tomada de decisão neste sentido, deverá sempre favorecer a empresa.

7-    Eu me arriscaria a dizer que, um sonho de consumo de 101 em cada 100 empreendedores seria o de que a sua empresa funcionasse de forma mais autônoma quanto possível, para isso, é necessário definir muito bem os processos, desenhar o fluxo, criar um manual e mantê-los atualizados, você pode utilizar o design thinking para começar, isso requer técnica e muita paciência, mas pelo menos, uma vez pronto, não o tornará refém de uma pessoa para realizar aquela tarefa, pois você e qualquer outro colaborador, conseguirá executar acompanhando o passo-a-passo do processo no manual.

8-    Então, eis que depois de muito esforço, você finalmente formou aquele time dos sonhos, não se iluda, esteja preparado para lidar com comportamentos irresponsáveis com cuidado e moderação, porque por mais que você tenha razão, suas palavras e seus gestos poderão se voltar contra você, com uma simples alegação de assédio moral.

9-    Comunique-se de forma adequada, tenha a certeza absoluta e inequívoca de que a outra parte compreendeu exatamente todo o seu comando, cheque o entendimento solicitando que ele repita o que entendeu, essa é uma forma de evitar custos com retrabalho, e da mesma forma, quando alguém lhe comunica algo, repita para que o outro ouça, como forma de evitar informações distorcidas ou equivocadas. Uma maneira muito eficiente de transmitir um comando por escrito, é fazendo check list, você perceberá que dá um certo trabalho, mas acredite, o resultado é recompensador.

10- Entenda que uma decisão que você tome pode impactar a vida de muitas pessoas: Funcionários, parceiros, clientes e seus respectivos familiares, portanto, muitas serão, certamente, impopulares, porém, necessárias, decida pelo bem de todos e não para atender interesses particulares.

11- Seja resiliente, você vai precisar! Muitas vezes será incompreendido, rotulado, discriminado e ficará sozinho com a sua decisão, decida assim mesmo, pode ser que você seja obrigado a ouvir insultos e ofensas gratuitas, nessa hora, mais do que nunca, você precisará ressignificar para poder seguir em frente, se a decisão tomada for a correta, mais cedo ou mais tarde você terá o respeito de todos, afinal, nunca esqueça que julgar é fácil, difícil é ir lá e fazer. E se você leu esse artigo até aqui, parabéns, você já está fazendo!    

Gostou do tema? Tem alguma experiência parecida? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Sobre o Autor

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Deixe um comentário 0 comentários

Deixe um comentário:







Scroll Up