Páscoa: O princípio de um novo fim

Hoje, neste domingo tão especial de páscoa, que representa a vida, a renovação e o recomeço, lhe convido a refletir sobre o futuro que você quer pra você e para as pessoas que estão a sua volta. Tenho quase certeza que se eu lhe fizer essa pergunta, muitas coisas que você deseja não dependem só de você, mas de várias circunstâncias sobre as quais você não exerce nenhum controle. Por isso, vale pensar apenas naquilo que está sob o seu controle.

Acredite, de uma maneira geral, pessoas desejam ser realizadas, prósperas, bem-sucedidas e relacionam isso a ter um belo carro, um lar confortável, uma linda casa de praia e todo tipo de tecnologia, além de procurar fazer coisas que dêem mais sentido às suas vidas, como conhecer novos lugares, vivenciar outras culturas e compartilhar momentos especiais em família. Mas essas realizações, por si só, são suficientes para fazer de você uma pessoa melhor? O que apoia os seus objetivos? Qual a contribuição para a sua felicidade?

Por isso, vou deixar aqui algumas perguntas de reflexão, que te ajudem a pensar no verdadeiro sentido da páscoa e quem sabe, lhe ajudar a encontrar ou definir melhor o seu verdadeiro propósito.

Declarar:

  • O que você declara a seu respeito para as pessoas a sua volta?
  • Como você se reconhece no mundo?
  • O quanto você acredita que age de acordo com aquilo que você declara?
  • Qual a impressão que as pessoas em geral têm de você?
  • Existe congruência entre aquilo que você declara e as suas atitudes?
  • Há integridade na maneira como você pensa, sente e age no mundo?

Solicitar:

  • Quais são os seus maiores sonhos? O que você solicita a Deus ou ao universo? Ao seu cônjuge e filhos? À você mesmo?
  • Você tem metas, planos e prazos bem definidos para realizá-los?
  • O quanto você acredita ser merecedor de realizar os seus maiores sonhos?

O merecimento, tem uma relação direta com a sua ação, nossa próxima etapa:

Agir:

  • O quanto de foco e energia você está colocando em direção à realização dos seus maiores sonhos?
  • Você tem um objetivo e um plano para alcançá-lo?
  • Você está verdadeiramente agindo para gerar a energia necessária para alcançar os seus melhores resultados?

Agradecer:

  • Você é grato pelo dom da vida? De que maneira essa gratidão se manifesta?
  • O quanto você é grato pelos seus talentos e pela sua força de trabalho? Pela sua casa e pela sua família? Pela sua saúde? Pelos seus amigos? Pela sua felicidade e por todas as coisas que dão sentido maior à sua vida?
  • O quanto você é grato pelas suas conquistas?
  • Você se perdoa? E o outro? O quanto você acredita praticar o perdão em sua vida?

Estas questões estão ligadas a uma vida de abundância e têm uma fina sintonia com a arte do dar e do receber, assim, as pessoas se comportam de maneira distinta e peculiar diante desta relação, emergindo deste movimento, quatro perfis básicos de pessoas, são eles:

O soberbo, que “esbanja” generosidade, detalhe: com os outros! São aquelas pessoas que sempre estão prontas a ajudar o outro, se algum amigo ou parente adoece são os primeiros a se fazerem presentes no leito destes, mas quando são elas mesmas que adoecem, o fazem escondidas de todos e negam qualquer forma de reconhecimento para si.

O egoísta, é o oposto do soberbo, pois só recebem, pedem favores a todos mas quando são acionadas nunca estão disponíveis.

Os estéreis acreditam que conseguiram tudo o que têm sem contar com a ajuda de ninguém, por isso também, não devem ajudar. Partem do princípio de que, se alguém deseja algo, deve conseguir com o próprio esforço e que ninguém deve ajudar ninguém.

E, por fim, os prósperos são pessoas generosas consigo mesmas e com os demais, têm um maior senso de propósito, sabem que quanto mais se doam mais o universo lhes retribui. Sabem o momento certo de sair de cena para apreciar o trabalho e o talento alheios, dessa forma, aglutinam forças pelo respeito que dedicam às pessoas e consequentemente têm o seu valor reconhecido.

Por fim, vale como reflexão: Que resultados você vem obtendo na sua vida atualmente no que diz respeito aos quatro perfis básicos decorrentes da roda da abundância, onde você se enquadra? Você vive de acordo com aquilo que defende e acredita? Tomando como base os perfis anteriormente apresentados, que tipo de pessoa você gostaria de ser?

Seja próspero! Seja Feliz! Boa reflexão e boa páscoa!

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: