Poderosas diretrizes do coaching para a vida!

Mais do que uma prática cotidiana para melhorar a performance pessoal das pessoas que se submetem a um processo, o coaching agrega, acima de tudo, infinitas possibilidades para se obter resultados mais significativos na vida, vejamos alguns:

1- Princípio: Que tal levar a vida de maneira mais leve, isso não faz de você uma pessoa descompromissada ou irresponsável, tampouco o fará desapegar-se de suas convicções, portanto, que tal suspender todo tipo de julgamento em relação ao outro? Assegurar o sigilo e confidencialidade de tudo o que lhe é revelado em segredo? E, por fim, fazer o que é certo e não se limitar ao que é fácil, simplesmente;

2- Projeto pessoal: Quer realizar coisas realmente grandes? Defina os passos que você terá que dar até chegar lá. Estabeleça um objetivo e um plano consistente e muito bem desenhado e trabalhe uma coisa de cada vez. Dê um passo após o outro, não se incomode com o seu tamanho, tem muita gente que é grande no tamanho, mas a gestão é de boteco e por outro lado, tem gente pequena na estrutura, mas com processos muito melhor estruturados do que muitas corporações, portanto, tenha os outros apenas como referência e nunca como parâmetro, jamais se compare a ninguém a não ser com você mesmo.

3- Foco: É humanamente impossível falar em resultados sem abordar uma atenção especial à questão do foco, desse modo, entenda que, para atingir os seus objetivos, sejam em que âmbitos forem, é importantissimo saber dizer não para tudo o que te desvia do foco e dispersa a sua atenção.

4- Garra: Não confunda, garra com truculência, com violência gratuita, com uma comunicação agressiva e inibidora, tampouco, com trabalhar “incansavelmente”, sem folga por toda a sua vida, sacrificando os melhores momentos ao lado daqueles que você mais ama, tá certo, por um curto período de tempo eu até concordo, se for necessário, tem que ir lá e fazer mesmo. Agora, compreenda que garra consiste em fazer apesar de …. (apesar das condições adversas; da falta de estrutura; da pouca luminosidade e climatização; do cansaço), enfim;

5- Resiliência: Errou? Paciência, retire um aprendizado disso e defina uma estratégia para o próximo passo: O que você pode fazer diferente para ter um resultado melhor da próxima vez? Ficar apenas se lamentando não o levará a nenhum lugar e ainda agravará a situação do ponto onde você está.

6- Vontade: Se você é do tipo que arruma uma desculpa para tudo aquilo que você não fez e quando se propõe realizar algo ainda diz que vai tentar, você é um sério candidato a se tornar um “looser” (perdedor), ou seja, o seu desejo de vencer deve sobrepor-se a qualquer justificativa, por mais consistente e fundamentada que seja, pois entenda, cada desculpa serve apenas para amenizar a culpa por não ter realizado algo que era importante.

7- Consistência: Conheço muitas pessoas que abraçam vários projetos de uma vez, se dedicam (um pouquinho) a todos, mas não têm efetividade, uma vez que encontram a maior dificuldade para concluir a grande maioria deles. A sensação é de que se trabalhou muito, se dedicou bastante, e de fato, dedicou-se mesmo, mas então porque o desânimo e o cansaço (físico e mental)? Simples, por que não há resultados factíveis, é como se a pessoa trabalhasse o tempo inteiro enxugando o gelo.

8- Produtividade: Você acha que o tempo é muito longo para realizar algo em sua vida, por isso você nem começa? Entenda que o tempo vai passar de qualquer maneira, por exemplo: Deixar de fazer um curso qualquer, como o de direito, por exemplo, só por que ele dura 5 anos, só que esse tempo vai passar de qualquer jeito, com você cursando ou não, portanto, o que faz a diferença é a decisão que você escolhe tomar hoje e nem é preciso de coaching para prever o que vai acontecer em função da sua decisão: Depois de cinco anos você poderá ter se formado em direito ou amargar o arrependimento por não ter decidido lutar pelo seu sonho cinco anos antes. Então decida hoje o futuro que você quer para você daqui por diante.

9- Desafie-se: Existem muitas barreiras e todo tipo de obstáculos em sua caminhada? Certo, nada é fácil, aliás, o que vem fácil vai fácil e não é nem um pouco valorizado, portanto, as dificuldades nos tornam mais fortes e nos enchem de autoconfiança, já que percebemos que somos mais fortes do que pensavamos a cada fase superada, desse modo, desafie-se a cada instante. Faz bem para a mente, para o corpo, para o espírito e para o bolso.

10- Vida: Como diriam os grande educadores como Piaget e Vigotsky: “As frustrações são importantes e necessárias para o desenvolvimento psico-social do indivíduo”, assim, é fundamental saber lidar com as decepções, crises, perdas e frustrações, reconheço que não é nada fácil, no entanto, é a única maneira de preparar-se para uma vida com sabedoria, humanidade, plena e feliz! Bem vindo à vida!

Gostou do tema? Tem alguma experiência parecida? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para: fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Sobre o Autor

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Deixe um comentário 0 comentários

Deixe um comentário:







Scroll Up