Você já ouviu falar em “WalkAbout”?

Pois é, essa é uma prática muito comum dentre os grandes líderes. Quantas vezes você deixa o conforto do seu escritório com ar condicionado (ou aquecedor), tira o paletó, arregaça as mangas e vai ao chão de fábrica saber como estão as coisas por lá? Quantas vezes você se preocupa, verdadeiramente, em visitar as lojas e conversar com os clientes para saber se estão sendo bem atendidos, ou quais as sugestões de melhoria no lay-out ou ainda, se eles encontraram tudo o que precisam? Se não visitou as lojas, já experimentou passar 1h no mês no call center da sua empresa para ouvir pessoalmente as queixas ou elogios dos seus clientes? Já parou para conversar com a equipe da portaria e da recepção para saber se os processos estão funcionando bem?

Já experimentou se integrar à equipe, de verdade? Já vivi essa experiência como coach e o contato com os caixas, embaladores e supervisores de frente de loja no supermercado, ou apertar as mãos sujas de graxa dos mecânicos na concessionária trouxeram resultados fantásticos para a empresa.

Fazer o WalkAbout revela o quanto você se preocupa com os processos, com a qualidade de seus produtos e serviços, enfim, com as pessoas! Há uma conexão imediata, uma relação de parceria e confiança é estabelecida e há um processo natural e saudável de identificação com o “seu povo” tão necessários para o sucesso de uma empresa, estado ou nação.

Diante de tudo o que falei aqui, já pensou como seria o nosso país, se as nossas “autoridades” resolvessem deixar o seu gabinete e andar nos transportes, visitasse as escolas públicas e fizessem um “lanchinho” com as crianças, se fossem atendidos pelo SUS ou, ao andar nas praças e nas ruas precisassem acionar a segurança pública? (só rindo mesmo). Então, imagino que no Brasil ainda vai demorar para um presidente fazer isso (WalkAbaout), portanto, que tal começar fazendo a nossa parte em nossas empresas, faculdades, escolas e centros de saúde ou mesmo em casa, conversando e ensinando valores substanciais de cidadania para os nossos filhos e com isso, mudando aquilo que está sobre o nosso controle?

Abaixo 7 perguntas úteis que podem ajuda-lo em seu walkabout:

1- Você está feliz?
2- Eu tenho como contribuir de alguma forma?
3- O que está achando do seu trabalho?
4- O que contribui atualmente para que você tenha uma boa performance?
5- Qual a sua maior dificuldade no desempenho de suas funções?
6- Quais os questionamentos ou reclamações mais frequentes do cliente?
7- Que sugestões você me daria para melhorar os processos de modo a potencializar ainda mais o seu desempenho e consequente atingir a sua meta?

Por fim, fazendo isso o líder não apenas melhora a sua performance de modo a obter o resultado desejado, mas contribui sensivelmente para que o ambiente seja muito mais propício, tranquilo e favorável para que a equipe mantenha o foco no objetivo a ser alcançado.

Se você tiver alguma dúvida ou quiser saber mais sobre esses e outros assuntos e quiser vê-los respondidos por qui, mande um e-mail para: nelsonvieira@cibracoaching.com.br

nelson

Nelson Vieira
Presidente e Master Coach Trainer da Cia. Brasileira de Coaching Certified Advanced Master Coach Sênior
pela Graduate School of Master Coaches (EUA/UK/Austrália)

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: