Como tirar proveito da crise para ganhar dinheiro de forma criativa

É fato, nenhum negócio sobrevive sem uma estratégia bem elaborada, e em tempos de crise, ela se torna ainda mais importante, pois diante de cenários de incerteza no mercado, é importante ficar atento ao que está acontecendo dentro e fora da empresa, para poder definir a melhor estratégia no sentido de encontrar uma saída viável para a crise. Desse modo, é fundamental analisar os cenários interno e externo para ter uma visão geral da situação. Para isso, sugiro uma ferramenta bastante utilizada em planejamento estratégico que é a análise SWOT, que do inglês significa: Strengths (Pontos Fortes), Weakness (Pontos fracos), para avaliar o ambiente interno da empresa e Oportunities (Oportunidades) e Treaths (Ameaças), para avaliar o ambiente externo.

A execução é muito simples, basta obter uma folha em branco e traçar uma cruz dividindo-a em quatro quadrantes, onde, nos dois quadrantes de cima, define-se os fatores de avaliação do ambiente interno: Os Pontos fortes, de um lado, onde você lista com a equipe todas as potencialidades e diferenciais da empresa e pontos fracos, do outro, no qual, considera-se tudo o que afeta a qualidade, a eficiência e a entrega dos serviços, bem como, a comunicação interna e com os clientes novos (prospects), os ativos, os inativos, dentre outros aspectos que, se não forem bem executados, podem impactar negativamente nos resultados finais.

Nos dois quadrantes inferiores, define-se os fatores de análise externos, que são: As oportunidades, ou seja, tudo o que está a sua disposição no momento e que pode ser motivo de conversão, incluindo-se a própria crise, pergunte-se: De que maneira uma empresa de estética, por exemplo, pode contribuir para que em tempos de dificuldade, as pessoas cuidem da sua autoestima, fiquem mais bonitas e sintam-se mais cuidadas com menor custo? Ou ainda, de que forma, podemos agregar valor aos nossos serviços de modo a atrair mais clientes para o nosso estabelecimento? A questão neste quadrante é colocar a criatividade para funcionar, é aquele famoso dizer: “fazer do limão uma limonada”. E, por fim, as ameaças: Quais os fatores dificultadores, que podem impedi-lo de alcançar melhores resultados? Aqui pode-se considerar os fatores materiais, interpessoais, mercadológicos, contexto macroeconômico, dentre outros. O objetivo, ao final é traçar um plano de ação para minimizar ou eliminar as ameaças, superar ou corrigir os pontos fracos, potencializar os pontos fortes e aproveitar ao máximo todas as oportunidades.

Tenho uma forte convicção de que qualquer economia é válida para garantir maior eficiência da empresa, neste sentido, para manter a clientela e vencer o momento de dificuldade, é muito importante:

  • Assegurar a qualidade na escolha dos equipamentos e produtos que utiliza:

Quando se trata de realizar cortes, sugiro prudência para evitar realiza-los em qualquer coisa que possa comprometer a satisfação do cliente, como: A qualidade dos produtos, o atendimento ao cliente, organização da empresa, a motivação e preparação dos funcionários, dentre outros. Lembre-se ainda de cultivar e manter um bom relacionamento com o seu cliente ativo, afinal, é sempre muito mais fácil e barato manter os atuais clientes  do que conquistar novos, o desafio é motiva-los a consumir novos produtos e serviços, por isso, é importante investir em educação e treinamento para estimular a criatividade, descobrir novas técnicas e inserir novidades no mercado.

 

  • Criar promoções como: descontos especiais, “combos”, além de associações com outros profissionais, de forma a fortalecer o negócio:

Sempre que se fala em promoção há inúmeras possibilidades que podem ir desde programas de fidelidade com os clientes, até sorteios de brindes, dias específicos para descontos do tipo: “Quarta, dia da Sobrancelha”, por exemplo. Junto com as promoções, pode ter convênios com outros segmentos como: Farmácias, supermercados, cursos de idiomas, lojas de departamentos, dentre outros. Pode-se fazer cafés de manhã para atrair clientes, oferecendo sessões de maquiagem como “degustação”, além de criar outros eventos para consumidores. Parcerias com fotógrafos, agências de modelos e manequins, bem como de eventos de formatura, 15 anos, casamentos e outros também pode ser uma boa ideia.

Por fim, caro empreendedor, entenda que as crises existem desde que o mundo é mundo e se manifestam de diversas maneiras, podem ser, de ordem: moral, financeira, espiritual, existencial, matrimonial, enfim, de tempos em tempos atravessamos desafios e normalmente os superamos, você, por exemplo, experimente olhar para o seu passado, quantas dificuldades você já atravessou ao longo da sua história que o trouxeram até aqui? Você já superou, acredito, inúmeros obstáculos ao longo da sua existência e certamente aprendeu muito com cada um deles e então, se tornou mais forte, mais sábio, mais maduro e consciente das suas potencialidades e limitações, é muito provável que tenha mudado hábitos e comportamentos nocivos e adquirido outros mais saudáveis.

Assim, você pode escolher atribuir uma conotação positiva ou negativa para crise, está em suas mãos, cabe somente a você mudar a lente. Você pode escolher enxergar só os problemas decorrentes das situações difíceis e alimentar sentimentos negativos de vitimização, de autocondescendência, ou mesmo de ódio, rancor e outros, ou você pode escolher enxergar a crise como mais um desafio a ser superado e, apesar da tensão e adrenalina que ela nos causa, até conseguir se divertir com a situação como se você fosse o personagem de um filme de ação que tem que resolver um grande problema ou mesmo como se você estivesse superando fases em um jogo de videogame. De qualquer forma, não estou dizendo que é fácil lidar com as crises que se apresentam, porém, posso dizer que quando voltamos a atenção para aquilo que queremos e não para o problema em si, as soluções fluem mais facilmente, como num passe de mágica e o principal, aprendemos com isso. Portanto, é muito difícil o que vou dizer, mas é necessário, agradeça por ter esta crise para administrar, e seja feliz!

Gostou do tema? Tem alguma experiência parecida? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Sobre o Autor

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Deixe um comentário 0 comentários

Deixe um comentário:







Scroll Up