E se você tivesse mais uma semana de vida…

No que diz respeito ao tempo há um medo que aflige boa parte da população economicamente ativa, que é o de estar o tempo inteiro “ocupado”. Isso significa que as pessoas que não têm um emprego fixo ou que trabalham em horários flexiveis deveriam, de alguma forma, ocupar o tempo livre e, por outro lado, os que já estão ocupados, devem se assoberbar de tal maneira que não sobre tempo para absolutamente mais nada.

Porém, tal ocupação não é sinônimo de resultado, ou seja, um indivíduo que passa a maior parte do seu tempo ocupado, com pressa e na correria não significa que necessariamente seja eficaz, por vezes, um indivíduo que desempenha as suas atividades num menor espaço de tempo consegue obter resultados mais expressivos e consequantemente, sobra tempo para malhar, para a família, para o clube nos fins de semana, enfim, consegue obter mais qualidade de vida, no entanto, isso não o livra dos rótulos de “folgado”, de “preguiçoso”ou mesmo de “certinho”, de “sabichão”, pelo simples fato de fugir ao padrão socialmente aceito.

É bom lembrar que, num emprego formal, por exemplo, independente do rótulo, ele sofrerá as consequências: Se ele executa um trabalho que outras pessoas levariam 8h para fazê-lo em apenas 2h e tira as outras 6h para cuidar de si e das suas coisas, pode ser considerado “malandro” ao invés de eficiente ou acaba sendo “premiado” com o trabalho dos demais colegas por ser muito competente. Mas quem sou eu para falar? Você já deve ter visto esse filme inúmeras vezes!

Pois bem, voltemos então ao mito de ser e estar o tempo inteiro ocupado, mais como uma satisfação social do que por realização pessoal, neste cenário, as pessoas geralmente acabam se ocupando com atividades sem sentido e consequentemente, a qualidade do serviço nem sempre é tão boa simplesmente porque o fazem só por fazer.

Então, a questão principal é: Como preencher o tempo com atividades que tenham um grande significado para você, para a sua empresa, para a sua família, para as pessoas que estão ao seu redor e para a humanidade? Ora, realizando coisas que fazem sentido para você, que tenham um propósito maior e que o façam verdadeiramente feliz.

Então, cabe uma breve reflexão:

Comece listando as 10 coisas que são mais importantes na sua vida, aquelas sem as quais você não viveria em hipótese alguma.

Quais são as coisas que você faz hoje e que não gostaria de estar fazendo?

Quais as coisas que você não faz, mas que gostaria de estar fazendo?

Em seguida, imagine a seguinte situação: Se lhe restasse apenas uma semana de vida, como gostaria de ocupar o seu tempo? Como gostaria de viver seus últimos momentos na face da terra? O que gostaria de fazer? O que gostaria de ver? Que sabores gostaria de sentir? Com quem e de que maneira gostaria de compartilhar e eternizar esses momentos?

O que você pode fazer hoje, para dar o primeiro passo rumo a vida que você deseja ter?

Fazendo este breve exercício, certamente você já entrará num fluxo de ações significativas para desfrutar do que a vida tem de melhor.

Desejo pra você esta semana que use o seu tempo de maneira mais significativa e sejamuito feliz ao lado das pessoas que você mais ama!

Se você tiver alguma dúvida ou quiser saber mais sobre esse e outros assuntos e quiser vê-los respondidos por aqui, mande um e-mail para: nelsonvieira@cibracoaching.com.br

nelson

Nelson Vieira
Presidente e Master Coach Trainer da Cia. Brasileira de Coaching Certified Advanced Master Coach Sênior
pela Graduate School of Master Coaches (EUA/UK/Austrália)

How to Choose a Proper Slot Type?

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: