Empreender depois dos 40, é possível sim!

Hoje, vou atender a solicitação do Guilherme, 40, nosso leitor de Belém do Pará, que perguntou o que eu acho sobre empreender depois dos 40: Bem, antes de qualquer coisa, agradeço ao estimado leitor por me acompanhar por aqui, em seguida, precisamos desmistificar um pouco a ideia de incluir prematuramente os 40 anos no rol da terceira idade. Há 30 anos, na década de 80, mais ou menos, os senhores ou senhoras de 40 eram aqueles “velhinhos” sentados em uma cadeira de balanço lendo o jornal, assistindo TV, muitas vezes tomando pinga e tirando o gosto com laranja cortada em cruz e fumando o seu cigarro Hollywood “a marca do sucesso!”, esses quarentões da década de 80 não tinham tanto acesso a informação como se tem hoje em dia e consequentemente se alimentavam pior e cultivavam hábitos nocivos, dentre eles o sedentarismo, com isso, muitos pareciam ter mais idade por conta da sua aparência física.

Atualmente, com a longevidade mais elevada, conseguimos nos manter jovens por mais tempo e com isso os quarentões de hoje estão mais para os trintões de antes, só que mais conectados, menos sedentários, se alimentando melhor, pelo menos têm mais acesso à informação para isso e no seu melhor momento produtivo, pois conseguem aliar inteligência, habilidade, sagacidade e maturidade. Agora lógico, o ato de empreender um negócio próprio é para todos, mas nem todos estão realmente preparados. Por isso, separei algumas questões bem importantes para serem respondidas, é possível que, embora não sejam determinantes, possam lhe ajudar de alguma forma a tomar a melhor decisão sobre o momento adequado para empreender, que não está na idade, mas sim, no seu momento adequado.

Assim, considerando que boa parte das pessoas empreendem mais por necessidade do que por propósito, a realização do negócio fica comprometida em função dos diversos investimentos que a pessoa precisa fazer no seu empreendimento tendo os seus compromissos pessoais para dar conta simultanemente, com isso, alguma coisa acaba ficando em segundo plano e normalmente é o negócio, afinal, sem saúde, alimentação e segurança ninguém, vive, concorda? Muito menos no nosso país atualmente! E por isso, dentre outros motivos, mais de 60% fecham as portas antes de completarem 5 anos de existência, segundo dados do IBGE (http://www.valor.com.br/brasil/5144808/maioria-das-empresas-fecha-portas-apos-cinco-anos-diz-ibge).

Desse modo, antes de dar um passo no sentido de empreender um negócio próprio é importante avaliar o seu estado atual, sobretudo no que diz respeito aos aspectos pessoais, profissionais, relacionamento e qualidade de vida para ter a certeza de que está realmente preparado para abraçar o empreendedorismo, pois alguma coisa na sua vida provavelmente deverá ser sacrificada, nem que seja o tempo com amigos, família, atividades de lazer, dentre outros. Reflita, na sua vida pessoal:

  • Você se sente preparado para mudar os seus hábitos de consumo?
  • Sua família (esposa, marido, filhos ou parentes mais próximos) estão preparados para suportar um pouco a sua ausência? Afinal, o que é combinado não sai caro, não é mesmo?
  • Você tem um “plano B”caso esse não dê certo?
  • Como está o seu fôlego? Por quanto tempo você consegue manter o seu padrão de vida atual com suas próprias economias enquanto empreende?

No que diz respeito à questão profissional:

  • Você tem bem claro do por quê deseja abrir um novo negócio?
  • Que valor você pretende agregar às pessoas, à sociedade?
  • Você está suficientemente preparado para lidar com os desafios e adversidades do seu novo mercado?
  • Tem um estudo sobre as necessidades e hábitos de consumo local?
  • Existe um plano de viabilidade econômica para saber se compensa o investimento e em quanto tempo poderá obter retorno?
  • Há um plano de negócios (recursos humanos, administrativo, marketing, comercial, logística, operações)?
  • Tem um planejamento estratégico? (missão, visão, valores, política da qualidade, objetivos a curto, médio e longo prazos, plano de ação, indicadores de performance).

Enfim,  é sim perfeitamente possível empreender depois dos 40 ou em qualquer outra idade, importante é dar o primeiro passo na direção certa, com inteligência e não apenas na base da vontade.

Gostou do tema? Tem alguma experiência neste sentido? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para: fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comentários

Leave a Reply:

Scroll Up