HOMEOFFICE – As delícias e os perigos de se trabalhar em casa

Então, você escolheu trabalhar em casa, como muitos profissionais que desejam conciliar a vida pessoal e profissional optam por diversos motivos, sendo, portanto, uma prática bem comum nos dias de hoje, sobretudo quando se trata de conciliar os cuidados do lar e da família com os compromissos profissionais e é aí, que o que deveria ser uma solução se torna um problema, justamente por não conseguir conciliar as duas coisas por pura falta de organização e controle.

 

Sobre esse assunto, imagino que você já deve ter ouvido muitos autores dizerem que é preciso separar o ambiente profissional do pessoal, inclusive, que a pessoa “finja”que não está em casa, pois está no horário do trabalho. Então, realiza a seguinte cena: Você trabalha em casa e tem filhos em idade pré-adolescente a quem você não atribui nenhuma responsabilidade, aí, a noite, quando você “deixar o trabalho”, percebe que a casa está um pandemônio, as crianças estão sujas, assistindo desenho na sala e não fizeram o dever de casa o marido (ou a esposa) chegam e reclamam do cenário encontrado e isso lhe deixa ainda mais estressada? Então você se questiona: “Ué, eu deveria deixar de dar atenção ao meu trabalho para cuidar da casa e dos filhos?”, a resposta é mil vezes “- Não, dona Maria!”.

 

A senhora não precisa parar suas atividades profissionais para cuidar dos filhos, mas também a senhora não pode usa-la como desculpa para a sua omissão de mãe (ou de pai) dizendo “- Eu estou chegando agora…”, pois não tem como engolir guela abaixo a ideia de se estar chegando em um lugar de onde fisicamente você nem saíu. É como deixar os filhos largados a própria sorte, onde os mesmos assistem o que querem, bagunçam o que querem, comem o que querem, acessam os sites que querem, passam horas intermináveis na internet e depois diz que não fez nada porque “psicologicamente” (essa é a melhor definição que encontrei) “não estava em casa” e consequentemente, “não tinha tempo?”.

 

Ai, um belo dia, quando você “acorda”, percebe que um filho desenvolveu hábitos estranhos, o outro é completamente indisciplinado e desinteressado, o outro está com algumas amizades meio suspeitas e a “casa” que já estava bagunçada fica num estado caótico, então vem a outra pergunta: Como trabalhar bem com tantos problemas para administrar? E onde fica a ideia de conciliar o tempo para o trabalho, para a casa e para a família meu caro José? (para nao falar só com a dona Maria), pois isso é para todos.

 

Pois bem, lembra daquela estória de que trabalhar em casa é para ter mais qualidade de vida, contudo,  requer uma habilidade para separar o tempo de trabalho profissional das atividades domésticas e da criação dos filhos? Pois eu concordo plenamente! A parte que discordo é quanto a ausência por negligência, por falta de organização pessoal em estabelecer prioridades e, o pior de tudo, por omissão.

 

Então, segue abaixo 7 (sete) dicas para você trabalhar em casa e desfrutar de todo o conforto que o seu lar proporciona, participar ativamente da educação e formação dos filhos e usufruir da companhia do seu bem mais precioso: a sua família!

 

  1. Liste pelo menos 6 (seis) principais atividades profissionais para fazer no dia seguinte;
  2. Ao acordar, defina o que precisa ser feito em casa e distribua tarefas para os pequenos;
  3. Na primeira oportunidade, reuna com a “tropa” delegando as suas respectivas funções, como tudo na vida, se for bem delegado, eles vão até se divertir com isso (no início pode ser que eles achem isso estranho e reclamem bastante, mas depois que perceberem que não dói e que vão se beneficiar com isso, vão até gostar da ideia);
  4. Se algo estiver sujo ou fora do lugar deixe um bilhete gentil para a pessoa indicando o fato e solicitando a sua correção;
  5. Depois, foque tudo o que puder nas suas atividades de trabalho, sobretudo naquelas 6 (seis) listadas no item 1 e evite interrupções;
  6. A cada 2 (duas) horas trabalhadas dê um intervalo de 10 a 15 minutos, aproximadamente. para acompanhar o trabalho da “tropa”. Aprecie e reconheça o que for merecido e oriente corretivamente o que for necessário (jamais faça por eles, apenas oriente!);
  7. E, talvez a mais importante de todas, atenda celular, troque mensagens, e-mails e faça vídeo conferências enquanto estiver no trabalho, mas enquanto estiver com a família, de fato, esteja, procure acompanhar a família nas refeições diárias e outros momentos (sem tecnologia);

 

Importante não esquecer que nós, pais, somos responsáveis por prover o lar, zelar pela sua paz e harmonia e proporcionar o bem estar necessário para um desenvolvimento saudável da nossa prole, mas não podemos esquecer em hipótese alguma que é neste mesmo ambiente, chamado de lar que se formam as personalidades do futuro: os profissionais, os empresários, os políticos e principalmente, os cidadãos. Então, lembre-se: O que se planta hoje, se colhe amanhã, portanto, o que você está plantando hoje em sua casa?

 

Se você tiver alguma dúvida ou quiser saber mais sobre esse e outros assuntos e quiser vê-los respondidos por aqui, mande um e-mail para: fale@cibracoaching.com.br.

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: