Pessoas fatais para evitar: Reconheça 8 tipos

É muito comum no trabalho, ou fora dele, nos depararmos com pessoas que minam a nossa energia, sugam a nossa inteligência, testam a nossa paciência e sugam o nosso entusiasmo. Depois não entendemos porque o dia não rendeu, porque ficamos tão esgotados e com dificuldade de concentração e foco. Aprenda a reconhecer essas pessoas fatais para evitar o pior.

1. O bajulador

Sabe aquele indivíduo que sempre está usando superlativos de tratamento quando se dirige a sua pessoa? Sempre lhe elogia? Não questiona absolutamente nada? E se esforça o tempo inteiro para lhe enaltecer a cada frase por ele pronunciada? Então, isso não é muito normal, concorda? Portanto, fique atento! Repare que não me refiro a pessoas gentis e que manifestam demonstração pública, ou não, de reconhecimento vez por outra. Agora, o tempo inteiro? É no mínimo suspeito! Afinal, nunca é demais lembrar: Quando a esmola é demais, santo desconfia. Não existe almoço de graça!

2. O pessimista

Um outro tipo de pessoas fatais para evitar, são aquelas altamente negativas, que acreditam que as coisas jamais darão certo. Reclamam de tudo e de todos. Alimentam sentimentos de mágoa, rancor e ódio. Normalmente se dizem realistas e é da turma do “vai daí pra pior”, uma vez que, elas mesmas, não crêem na possibilidade de melhora nas coisas. Assim, vivem a desesperança em nome de uma pseudo-realidade por elas criada e na qual não querem ficar sozinhas, aprisionadas. Portanto, cuidado: Elas querem você junto!

3. O caluniador ou fofoqueiro

Fala mal de todo mundo que conhece ou acusa outra pessoa por algo que não cometeu. Chama você em sinal de confiança e detona o parceiro, o amigo, o colega de trabalho. E, se você der ouvidos, amanhã será você a vítima. Como minha mãe sempre diz: “Quem fala mal dos outros presta menos do que quem é falado”. E quem dá ouvidos e estimula essa prática é digno de toda a desconfiança do mundo. Distância deles!

4. O oportunista

Se aproveita de situações para tirar vantagens sobre suas dificuldades. Essas vantagens não precisam ser apenas financeiras, podem ser extraídas na produção de um trabalho acadêmico ou mesmo profissional, numa negociação ou em uma simples intermediação, ou ainda, através da sua rede de influência (network), na qual ele vai fazer de tudo para alcançar o que deseja, nem que isso represente passar por cima de você que abriu-lhe as portas.

5. O invejoso

Como a própria expressão sugere, refere-se à pessoa que não olha pra si, mas em compensação, olha para o outro e para o que ele tem: seus talentos, seus pertences, seu carisma e em alguns casos, até mesmo o seu caráter. E como não pode ser quem você é, e nem ter o que você tem, vai tentar a todo custo destruir sua imagem, sua reputação, desmerecer suas conquistas e desqualificá-lo, pelo simples fato de não possuir o mesmo.

6. O narcisista

Este, ao contrário do anterior, só tem olhos para ele próprio e quer tudo para si. Esforça-se para ser o centro das atenções sem se importar se está sendo inconveniente ou constrangedor, pois não se contenta em ser coadjuvante, mesmo quando a ocasião pede. Por isso, tem dificuldade em reconhecer o brilho do outro e aceitá-lo, sendo por isso, extremamente competitivo, a ponto de criar uma desavença, desagregar equipes, desarticular estratégias, nem que isso represente sabotar todo um projeto só para se sentir melhor do que o outro. Porém, ele não pode esquecer que, como adora ser admirado e bajulado, torna-se uma presa fácil para o bajulador oportunista.

7. O dissimulado

Sabe aquela mentirinha ingênua que não prejudica ninguém? Então, não é o caso, o dissimulado parece o tempo inteiro estar atuando, mentindo e fingindo em diversas circunstâncias. É aquele famoso “amigo da onça”, que te abraça pela frente, mas basta você dar as costas que o indivíduo te trai sem piedade e ainda se faz de coitado. Esse tipo de pessoa não merece o seu tempo nem suas orientações dadas de coração, pois normalmente, ao recebe-las, ao invés de agradecer, trata de distorcer toda a mensagem podendo usá-las até mesmo contra você. Simplesmente lamentável!

8. O manipulador

Esta pessoa tenta, de todas as formas costurar todas as situações favoráveis apenas a ele mesmo e procura mante-lo sob o seu controle absoluto. Talvez, este seja o tipo mais perigoso de relação com pessoas fatais para evitar, uma vez que o manipulador é mestre em fazer chantagem emocional e só mostra o que lhe convém, dificultando, assim, à pessoa que está submissa (ou que ele acredita estar) se desvencilhar desse modelo doentio de relação.

Saiba mais assistindo 8 tipos de pessoas fatais que devemos manter distância.

A Cia Brasileira de Coaching está com uma nova turma para o workshop de leader coaching e autogestãoa ser realizado no período de 25 a 26/09/2019, das 8h às 18h em Belém. Obtenha maiores informações através do nosso whatsapp (11) 99546 8145.

Gostou do tema? Tem alguma dúvida ou quer  que eu escreva sobre algum assunto em especial? Envie sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para nelsonvieira@cibracoaching.com.br  você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

 

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comentários

Leave a Reply:

Scroll Up