Precisando de um coach? Dica importante para contratar um bom profissional

Muitos executivos me perguntam sobre a necessidade de uma formação em coaching para profissionais, já que, de maneira geral, utilizam-se de técnicas, ainda que intuitivamente para intervir com os seus subordinados, buscando obter um melhor desempenho e, lógico, alcançar resultados surpreendentes em todas as áreas da sua vida.

Ocorre que, muita gente acha que é suficiente definir um objetivo, traçar um  plano de ação que a coisa vai se concretizar, só que tem a parte do colocar o plano em prática e ao entrar em ação nos deparamos com inúmeras situações que fogem ao plano e precisamos constantemente nos adaptar de maneira que possamos seguir adiante no sentido de alcançar os resultados desejados. E é justamente nesse momento que se precisa de um coach. Talvez você se pergunte: Opa, então, mesmo que eu me torne um coach eu continuarei precisando de um outro, é isso mesmo?

Sim! Tal qual um médico, um dentista ou mesmo um psicólogo, um coach também precisa de outro profissional para ajuda-lo a colocar as ideias em ordem, definir metas claras e específicas, planejar os passos e o principal, definir ações diárias simples, porém, substanciais para que ele se aproxime cada dia mais do seu objetivo.

Mas é fácil encontrar um bom coach profissional no mercado?

Curiosamente, hoje em dia, há uma grande e diversificada oferta de profissionais da área de coaching no mercado, cada qual com uma qualificação, com uma abordagem, postura e posicionamento diferenciados, o que é bom por um lado, no entanto, em meio a tantos bons, há alguns (quero acreditar que poucos) que sequer fizeram uma formação adequada e se denominam coaches e basta um pouco de bom senso para que ele o envolva em uma bela linha de argumentação com promessas muitas vezes fantasiosas e o convence pela sua vulnerabilidade.

Como posso me defender desses maus profissionais?

Simples, tornando-se um! Ao fazer uma formação em coaching, você terá acesso aos conceitos, técnicas, modelos, ferramentas e aos 4 Ps do coaching: Os princípios, os pressupostos, os pilares e os propósitos, além de conhecer o código de ética do coach profissional, os principais modelos estruturados de um atendimento, além de técnicas para um acompanhamento sistemático que o possibilite  avaliar se as suas ações o estão aproximando ou afastando do seu estado desejado.

Então como escolher o melhor coach para me atender?

Através de entrevistas, que só pode acontecer à medida em que você conheça bem o que pretende contratar, do contrário continuará suscetível a todo tipo argumentação e promessas sedutoras, porém, pouco práticas e com resultados duvidosos, portanto, é importante compreender qual a sua linha de atuação (se é que tem uma), abordagem técnica, metodologia empregada e suas credenciais como coach profissional.

Aí você me diz que não tem muito tempo a perder, certo? Então lá vai um presente para você iniciar a entrevista e decidir se leva a conversa adiante ou não. Pergunte: – Então, o que você faz? Se a resposta for algo do tipo: – Eu sou “coaching”, educadamente agradeça a visita do “profissional” e vá se despedindo, isso, por si só, vai poupar muito tempo entrevistando um aspirante desqualificado para atendê-lo, pois o sujeito demonstra não ter o menor conhecimento da sua profissão (que é coach), que dirá quando partir para as questões mais complexas, como a metodologia, por exemplo?!

Se você tiver alguma dúvida ou quiser saber mais sobre esse e outros assuntos e quiser vê-los respondidos por aqui, mande um e-mail para: fale@cibracoaching.com.br.

Nelson Vieira
 

Nelson Vieira, sou Advanced Coach Senior e Master Coach Trainer, certificado por diversas instituições internacionais ao redor do mundo, tendo formado aproximadamente 5 mil coaches pelo Brasil. Para conhecer mais acesse: www.nelsonvieira.com.br

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: